TTT FUNDO BRANCO.png

QUARTA-FEIRA 13/11/2019

 ABERTAS 500 VAGAS EXTRAS!

As inscrições da TTT 2020 encerraram em 08/11, mas muita gente parece não ter conseguido se inscrever. Para atender estas solicitações abrimos um LOTE EXTRA de APENAS 500 VAGAS. O prazo de validade para estas inscrições se esgotará impreterivelmente quando este número for atingido. Pela proximidade com a corrida não haverá outra oportunidade para quem quiser correr esta edição da TTT. Se você não se inscreveu, vai lá na aba Inscrições e faça a sua. É a última chance de participar da grande festa que será a TTT 2020.

 

DOMINGO 10/11/2019

INSCRIÇÕES PARA A TTT 2020 ENCERRADAS

As inscrições da TTT 2020 encerraram. Agora é contagem regressiva, treinar e treinar para enfrentar a corrida mais difícil e charmosa do verão gaúcho. Pelas providencias que foram tomadas a TTT 2020 tem tudo para ser a melhor TTT de todos os tempos. Vamos lá! Acompanhem as atualizações da mesma pelo site travessiatttrs.com.br.

 

Boa sorte à todos!

 

SEXTA-FEIRA 08/11/2019

REGULAMENTO FOI ATUALIZADO, VEJA O QUE MUDOU

 

Alguns tópicos do regulamento da TTT 2020 que sofreram importantes alterações:

 

- Os horários de largada da TTT 2020 em Torres mudaram;

 

- Corredores dos Quartetos e Octetos não precisarão parar em Capão da Canoa;

 

- Horário de largada do Trote em Capão da Canoa foi antecipado;

 

- Haverá postos de hidratação extras a cada 6 km; 

 

- Manutenção da praia limpa será foco desta edição.   

 

Veja os detalhes na aba Regulamento deste site. 

 

SEXTA-FEIRA 25/10/2019

 

VEJA COMO FICOU O ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA TTT 2020 DEPOIS DA REVISÃO EM 20/10/2019

 

 

A Organização da TTT 2020 acatou as reinvindicações feitas por vários atletas e assessorias para que não fossem eliminados os postos de água nesta edição. Veja como ficou, então:

 

 

 1.      ANTECEDENTES

 

 

Como os amigos participantes de várias TTT ou outras corridas na beira da praia já sabem, não são raras as reclamações de falta de água nestas competições.

 

Também não são raras as críticas a sujeira deixada pelos corredores ao longo do percurso após a suas passagens pelos postos de água.

 

 São críticas pertinentes? Sim, são. É uma tarefa muito difícil abastecer os postos de água a contento no nosso litoral. Há uma legislação que não permite o trafego de veículos na beira da praia durante o dia. Se no dia da prova acontecer alguma anormalidade a reposição do líquido se torna impossível. 


São, da mesma maneira, pertinentes as críticas à trilha de copinhos de água deixados pelos corredores ao longo do trajeto. A capacidade de recolhe-los é bem menor do que a de 3.500 atletas em joga-los fora.

 

O cuidado com a sujeira na praia é uma bandeira adotada por um número cada vez maior de pessoas. Se os organizadores e os corredores não se conscientizarem que o descarte dos copinhos deva ser controlado, muito breve as corridas pela orla poderão ser proibidas.

 

A solução para a falta de água e o descarte dos copinhos na areia seria  adotarmos a sistemática já em prática em outras corridas longas no Brasil e no mundo: cada atleta se responsabilizaria pela sua própria hidratação.

 

Assim, cuidando ele mesmo de sua hidratação, não será surpreendido por um eventual desabastecimento de algum posto de água. E ele não jogará pelo caminho suas garrafinhas ou mochilas. Exatamente os dois problemas que podem impedir que grandes corridas como a TTT e outras desapareçam do mapa do nosso litoral. 

 

Diminuir os postos de água no percurso é uma opção original? Não. A Volta a Ilha, aqui ao nosso lado, em Santa Catarina, já é assim há muito tempo. Outras provas de longa distância idem. Nenhuma coloca postos de água de 2,5 em 2,5 km, só a TTT fazia isso. E pagava um ônus alto por este cuidado, tanto pelo ponto de vista do desabastecimento quanto pelo lixo gerado nestas operações.

 

Apesar desta convicção ( continuaremos insistindo no conceito de que cada corredor seja responsável pela sua hidratação ), faremos um experimento na TTT 2020, se ele aprovar, adotaremos nas outras edições em definitivo.  Veja como ficou abaixo:  

 

2.      A HIDRATAÇÃO NA TTT 2020, DEPOIS DA REVISÃO   

 

 

- Colocaremos 8 novos postos de hidratação, além dos 7 nos postos de troca;

 

-  No 2º trecho, o mais longo, serão 2 postos de água extras;

 

 - No 6º trecho, o mais curto, não haverá posto de água extra;

 

O resultado é que haverá um posto de hidratação a cada 6km.

 

IMPORTANTE

 

  • Recomendamos àqueles que não se julgarem preparados para percorrerem 6 km sem se hidratar, levem a sua hidratação.

 

  • O descarte dos recipientes vazios será severamente controlado. Será criado uma área de 100 metros à frente do posto de água, onde o descarte deverá ser feito, a partir daí se o participante for flagrado jogando lixo na praia será penalizado em tempo. Se persistir, será sumariamente desclassificado. 

 

Vamos em frente. Que todos tenham uma ótima corrida!

 

TTT 2020/ Organização

 

 

QUINTA-FEIRA 17/10/2019

ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA TTT 2020:

 

Vamos rever. Alguns comentários foram muito pertinentes. O descarte dos recipientes é nossa maior preocupação. Vamos achar um jeito de manter a praia limpa sem causar desconforto aos atletas.

Aguardem.

DOMINGO | 13/10/2019

TTT 2020 TEM NOVO DIRETOR TÉCNICO

 

O maior organizador de corridas do Rio Grande do Sul, o ex-maratonista e professor de Educação Física Paulo Silva assume a Direção Técnica da TTT 2020. Silva, que já organizou mais de 700 competições no estado e fora dele (até no exterior ) e é também o responsável pela Maratona de Porto Alegre há 26 anos, volta à esta competição em que esteve envolvido desde sua primeira edição. A corrida acontece no litoral norte, pela beira da praia, entre Torres e Imbé, é e considerada a segunda mais importante do estado, só atrás da própria Maratona de Porto Alegre.  Ela foi criada por Antônio João Freire, o Janjão, em 2005 tendo Silva como seu diretor técnico. Em 2008, Freire se afastou da mesma por razões profissionais e Paulo assumiu a corrida. No ano passado, Janjão voltou a realizar o evento em sua 15ª edição. Em 2020 os dois voltam a unir forças. Paulo Silva assume a cronometragem e toda a parte operacional e técnica da prova. A edição de 2020 acontece em 25 de janeiro e deve colocar 3.500 atletas a percorrerem os 82 km que separam os dois importantes balneários do nosso estado.